Ir direto para menu de acessibilidade.
Brasil – Governo Federal | Acesso à informação
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

XI Encontro Paraense de Educação Matemática acontece no IFPA - Campus Belém

  • Publicado: Segunda, 11 de Setembro de 2017, 23h05
  • Última atualização em Terça, 12 de Setembro de 2017, 14h32
  • Acessos: 188

 

 

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA) sedia o XI Encontro Paraense de Educação Matemática (EPAEM), que começou nesta segunda (11) e vai até o dia 13 de setembro, no Auditório Central do IFPA Campus Belém. O evento é uma promoção da Sociedade Brasileira de Educação Matemática (SBEM) e Sociedade Brasileira de Educação Matemática Regional Pará (SBEM-PA), sob a coordenação geral da Professora Rita Sidmar Alencar Gil. Conta com o patrocínio da Universidade Estadual do Pará (UEPA), da Comissão de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (Capes) e do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência.

Após a apresentação da Orquestra de Flauta Doce da Amazônia, regida pelo Maestro Acácio Cardoso, compôs a mesa de abertura do XI EPAEM o Reitor do IFPA, Cláudio Alex Jorge da Rocha; o Reitor da UEPA, Rubens Cardoso da Silva; o representante da Secretaria de Educação do Estado do Pará (SEDUC), Professor Carlos Alberto de Miranda; o Diretor Geral do IFPA Campus Belém, Manoel Antônio Quaresma Rodrigues; a Diretora Geral da SBEM - PA, Professora Maria Lúcia Pessoa Chaves Rocha e a Coordenadora Geral do XI EPAEM, Professora Rita Sidmar Alencar Gil.

O reitor do IFPA, Cláudio Alex da Rocha, comentou que a Matemática é a base da formação tecnológica. “É um dos pilares da formação, por isso é muito bom essa parceria para promover eventos que valorizem a Matemática e a formação dos professores. Este é um importante espaço para a consolidação do conhecimento e de debate sobre os desafios do ensino”.

O Reitor da UEPA, Rubens Cardoso da Silva ressaltou a importância da Matemática e do evento para a sociedade brasileira. “Matemática é um tema do passado, do presente e do futuro. Uma jornada como essa ajuda a desmistificar e refletir sobre o ensino dessa área. O Brasil tem 27 Secretarias Estaduais de Educação, 5.560 Secretarias Municipais de Educação, com 190 mil escolas, com 2 milhões de professores, e uma defasagem de 250 mil professores, sobretudo nas áreas de Matemática, Química e Física. Nós precisamos rever essa realidade. Jornadas de Matemática ajudam a avançar nos estudos que estão sendo feitos e na reflexão sobre o papel de quem estuda estas disciplinas e de quem procura meios dentro das tecnologias cognitivas contemporâneas para a apreensão dos princípios da Matemática. É uma oportunidade de aproximação de ideias entre pesquisadores e alunos, sobre a vivência acadêmica em torno desse tema, criando novas formas de aprendizado. Todos os envolvidos neste eventos estão de parabéns”, ressaltou.

A Coordenadora Geral do XI EPAEM destacou a grandiosidade do evento. “Esse encontro é muito importante, pois reúne alunos e pesquisadores do curso de Licenciatura em Matemática. Estamos com 112 comunicações científicas, 24 relatos de experiência, 26 pôsteres e 12 minicursos. Os participantes dos minicursos receberão um livro. Será lançada uma coleção de Educação Matemática na Amazônia. É um evento para alunos ou professores que desejam saber o que está acontecendo em educação sobre Matemática no Pará”, comentou.

A integrante da Orquestra e estudante do curso de Licenciatura em Matemática do IFPA Campus Belém, Deisiany de Souza Lucas - 25 anos,  fala da participação no EPAEM. “Foi um prazer tocar no IFPA e num evento do meu curso. Considero essa oportunidade uma valorização da Flauta Doce e do meu grupo de música. A música e a Matemática se complementam”, explica.

Com uma vasta programação sobre as perspectivas e desafios no campo da Educação Matemática, o Encontro apresenta, até quarta-feira (13), as novas produções do conhecimento na área. Estão previstas duas mesas redondas com as seguintes temáticas: “A formação do licenciamento em Matemática no contexto atual” e “Faces do Ensino de Matemática”. “Aqui vamos divulgar os conhecimentos produzidos na área de Educação Matemática, Matemática e Educação. Promove-se a troca de experiências. Possibilita consultas a bibliografias e materiais instrucionais; promove-se a integração entre os grupos de matemáticos e educadores”, conclui Rita.

Professora Rita comenta sobre o Simpósio Internacional em Educação Matemática que já está sendo planejado para ocorrer no ano que vem. “Vamos trazer a Belém, em 2018, pesquisadores e estudantes de Matemática da Colômbia, Venezuela, México e Estados Unidos. Esse Simpósio será realizado em Belém em parceria com o IFPA”, adiantou.

 

Texto: ASCOM IFPA-Reitoria

VEJA AS FOTOS. CLIQUE AQUI

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página