Ir direto para menu de acessibilidade.
Brasil – Governo Federal | Acesso à informação
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

IFPA domina pódio de competição acadêmica da Embrapa

  • Publicado: Quinta, 09 de Novembro de 2017, 22h55
  • Última atualização em Terça, 14 de Novembro de 2017, 18h59
  • Acessos: 117
imagem sem descrição.

 

Alunos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA) ganharam os três primeiros lugares de uma competição promovida pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Amazônia Oriental). Voltado para estudantes da área de Tecnologia da Informação, o Hackathon Acadêmico – Desafios do Açaí foi disputado por 23 equipes de diversas instituições de ensino do estado, o objetivo era criar um aplicativo que otimizasse a produção dos açaizais nativos da região, a fim de melhorar a produtividade do açaí nas comunidades ribeirinhas.

A competição foi realizada em diversos estados do país, envolvendo temáticas regionais, no Pará, o tema escolhido foi Manejo de mínimo impacto de açaizais nativos. A Embrapa já desenvolveu uma técnica para aumentar a produção de açaí nas áreas de várzea, mantendo a diversidade de espécies vegetais, no entanto, essa técnica se utiliza de pranchetas e trenas em campo, além de exigir cálculos e discussões. O aplicativo vem para facilitar e otimizar todo esse processo.

Para que as equipes pudessem desenvolver os aplicativos, a Embrapa explicou como era o manejo do açaí na várzea, em todo o processo de cultivo, a partir disso, os competidores tiveram um mês para desenvolver os protótipos, que também deveriam funcionar de forma offline, ou seja, sem o uso de internet, visto que é voltado para comunidades ribeirinhas. As soluções foram avaliadas por uma comissão julgadora formada por profissionais das áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação, Engenharia Florestal, Agronomia e Empreendedorismo.

A equipe que levou o segundo lugar da maratona era composta apenas por alunos do primeiro semestre do curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, do IFPA. Mesmo sem ainda ter tido muito contato com o curso, a equipe não se intimidou e contou com a ajuda dos professores do IFPA para seguir adiante, como conta a Professora Rita Gomes: “Nós tivemos equipes que eram iniciantes no curso e tivemos equipes que estão praticamente no término do curso, então para isso toda equipe de professores ajudou esses iniciantes porque eles não tinham a base e os outros sim, mas a gente fez minicursos preparando eles para poder concorrer”, explica a Professora.

Para o aluno Artur Carvalho, integrante da equipe que ganhou o segundo lugar, a dedicação e a experiência também contaram muito para que o grupo subisse ao pódio, mesmo com pouco tempo de curso. “Foi basicamente dedicação, a equipe se dedicou muito, intensamente, a desenvolver o Manejaí, que é o nome do aplicativo. Foi esforço, dedicação e experiências passadas, todo mundo tem outras experiências, então juntamos tudo com a dedicação e esforço e conseguimos finalizar o Manejaí”, conta o estudante.

A equipe que levou o primeiro lugar desenvolveu um aplicativo com telas simples, que evitavam a digitação desnecessária, voltado para quem não tem familiaridade como meio digital. O aplicativo também usava a geolocalização, a fotografia e a mobilidade. “Então primeiro a gente foi direto ao público que vai utilizar o aplicativo, esse público é um pouco leigo em relação à informática, como a gente vai trabalhar com aplicativo, então a gente tentou fazer um aplicativo bem simples, pra que eles pudessem utilizar e como a pessoa vai estar no meio da mata, não tem como utilizar Internet, os outros tipos de acesso, então a gente conseguiu formular uma solução que ela pudesse trabalhar offline”, explica Alexandre Santana, da equipe ganhadora do primeiro lugar.

Os três primeiros lugares ganharam certificado e premiação em dinheiro. Agora, a intenção é desenvolver o aplicativo e disponibilizá-lo ao público, mas além de tudo isso, fica também o aprendizado e a experiência que a competição proporcionou, como destaca o aluno Jordan Rocha, integrante da equipe que ganhou a terceira colocação. “Realmente foi uma coisa bastante nova, nós nunca tínhamos feito nada assim, nada fora da instituição, tudo o que nós fizemos até agora era um projeto dentro do curso, então foi um projeto novo em vários sentidos, tanto por ser Rural, quanto por ser um projeto de fato que pode ser usado por alguém, foi uma coisa nova para gente”, conta Jordan.

 

Texto: Lívea Colares - ASCOM IFPA Reitoria

 

VEJA AS FOTOS, CLIQUE AQUI.

registrado em:
Fim do conteúdo da página