Ir direto para menu de acessibilidade.
Brasil – Governo Federal | Acesso à informação
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

IFPA apresenta o Mestrado ProfEPT

  • Publicado: Quarta, 13 de Dezembro de 2017, 17h11
  • Última atualização em Quarta, 13 de Dezembro de 2017, 17h12
  • Acessos: 2105
imagem sem descrição.

 

Alunos, comunidade externa e servidores lotaram o auditório central do IFPA Campus Belém, na tarde de terça-feira, 12 de dezembro, para conhecer o ProfEPT, curso de Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica, ofertado pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional e Tecnológica (ProfEPT). A ação é uma parceria entre o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA) e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do Ministério da Educação (MEC), coordenado pelo Instituto Federal do Espírito Santo (IFES).

Na tarde de apresentação do ProfEPT à comunidade, além do coordenador local do ProfEPT, Professor Dr. Tiago Veloso dos Santos, compareceu o Reitor do IFPA, Dr. Cláudio Alex Jorge da Rocha; o Diretor Geral do Campus Belém, Manoel Antônio Quaresma Rodrigues; a Pró-Reitora de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação, Professora Ana Paula Palheta Santana e o Diretor da Diretoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Inovação Tecnológica, Professor Raidson Jenner Negreiros de Alencar.

A Pró-Reitora de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação, Ana Paula Palheta Santana, explicou ser o ProfEPT uma das demandas identificadas desde o ano de 2015. Mas, na época, por diversos fatores, o IFPA não contava com as condições necessárias para se submeter a ser polo. No entanto, em junho deste ano, uma nova chamada foi feita e, então, a Pró-Reitoria conseguiu tornar possível essa oferta de mestrado. “O desejo de nossos servidores por qualificação versava em duas vertentes: uma de qualificação de nível de mestrado em Gestão Pública ou Administração e outra vertente que trata exatamente da área de Educação, que é na qual o ProfEPT está inserido. Então, por ser em rede, a nós Pró-reitoria, foi a oportunidade de tornar possível e viabilizar uma a qualificação nesta área”, ressaltou.

“Preciso parabenizar o professor Tiago Veloso por assumir essa responsabilidade desde o momento em que nós da Pró-Reitoria repassamos os documentos e as ações para a responsabilidade do Campus Belém. Ele se mobilizou juntamente com a administração do Campus para fazer as reuniões, dar transparência e democratizar a informação, para deixar todo mundo como o mesmo nível de conhecimento sobre o processo seletivo desse mestrado. Quero agradecer todo o esforço da Pró-Reitoria, esforço da Reitoria e do próprio Campus Belém. Desejo bastante sucesso à coordenação, corpo docente e nossos egressos que vieram aqui. Esse mestrado será bastante procurado. Com dedicação, espero que possamos fazer esse mestrado algo significativo e marcante para o Campus Belém”, concluiu a Pró-Reitora, Ana Paula.

O Diretor da Diretoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Inovação Tecnológica, Professor Raidson Jenner Negreiros de Alencar, na ocasião, se comprometeu a trabalhar para oferecer condições para a realização do mestrado. “Ver alunos e servidores atendendo ao convite para estarem aqui hoje é uma grande alegria, pois revelam o quanto estão interessados nesta formação. Vamos nos esforçar para oferecer o melhor curso e a melhor formação a nível de pós-graduação”, afirmou.

“Esse mestrado em educação profissional e tecnológica é um passo a mais no cumprimento de nossos objetivos. Quando conseguimos disponibilizar para a comunidade, interna e externa, mais uma pós-graduação, vem esse sentimento de estar conseguindo a concretização da nossa missão. A realização e consolidação desse projeto é fruto da ação conjunta dos órgãos gestores. A partir do momento em que a pró-reitoria e os campi estão alinhados em alcançar os objetivos da instituição, certamente esses objetivos vão ser alcançados com mais facilidade”, avaliou Professor Raidson.

O Reitor, Dr. Cláudio Alex Jorge da Rocha, adiantou ao coordenador e à comunidade acadêmica que o Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) tem articulado um financiamento para os novos cursos. “Foi garantido recursos para os 18 primeiros pólos. Mas, para os novos, ainda estamos em processo de articulação e negociação. Esse programa de mestrado é o de maior envergadura nacional. Ainda não passou por avaliação, mas vai para o segundo ano. Mesmo, assim, já é mencionado na avaliação da Capes, tal é a procura gigantesca na sua primeira oferta”, destacou.

 “Certamente, estas 20 vagas que o IFPA dispõe não serão suficientes. Claro que a gente precisa buscar ofertas para outros cursos, como o ProfNIT. E, também, articulação com outras instituições para conseguir ofertar mestrado em Engenharia e mestrado e doutorado em Meio Ambiente. Há uma representação dos reitores das instituições da região norte, juntamente com a Capes, para que possamos discutir melhores condições de oferta de pós-graduação na região amazônica, incluindo Mato Grosso e Maranhão. Para isso, estamos articulando parcerias com outras instituições do Pará”, acrescentou o Reitor.

“O ProfNIT e ProfEPT são destinados à comunidade externa, com algumas reservas de vagas para a comunidade interna. Vão ajudar na qualificação de servidores, alunos e comunidade externa. As vagas destes mestrados, que serão ofertados aqui no campus Belém, são para a região e todo o Estado. Esse momento é muito importante, em particular, para esta gestão, pois estamos trabalhado muito a fim garantir recursos para viabilizar estas ofertas. A nossa intenção, depois desta primeira oferta, é que possamos partir para um doutorado. Essa é a nossa grande missão a frente desse processo. Vamos trabalhar para poder ofertar todas as condições e estrutura para garantir qualidade ao ProfEPT”, concluiu o Reitor.

O Diretor Geral do Campus Belém, Manoel Antônio Quaresma Rodrigues frisou a maneira transparente como o curso vem sendo apresentado. “Nós tivemos uma primeira reunião com os professores, uma segunda com os gestores, e hoje com a comunidade acadêmica. Convidamos toda a comunidade do campus e a comunidade externa para tomar conhecimento do programa de mestrado. De agora para frente, não é mais conosco, será todo regido por edital. Aproveitamos para parabenizar os professores que se comprometeram com nosso campus, em especial o professor Tiago Veloso, que assumiu esse compromisso com o Instituto, em particular com o Campus Belém, para coordenar o curso”, observou.

Para participar do mestrado, o interessado precisa atender aos requisitos do edital e às normas de resoluções internas do IFPA. De acordo com resolução aprovada pelo Conselho Superior do Instituto, em junho de 2017, que trata da regulamentação da pós-graduação, nenhum aluno do IFPA pode ter duas matrículas em cursos do Instituto. “É preciso terminar um curso para estar apto a se matricular em outro”, esclarece a Pró-Reitora Ana Paula.

ProfEPT

O coordenador local do ProfEPT, Professor Dr. Tiago Veloso dos Santos, esclareceu que o  ProfEPT é um programa em rede nacional formado por 36 Instituições Associadas (IAs). É resultado de uma proposta do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica (Conif), baseada na demanda por qualificação de profissionais da rede. Cria possibilidades de formação em Educação Profissional Tecnológica (EPT) ao público em geral.  De acordo com o Reitor do IFPA, no primeiro processo seletivo foram disponibilizadas 400 vagas, sendo a metade para a Rede e a outra metade para a ampla concorrência. Inscreveram-se no Exame Nacional de Acesso mais de 18 mil candidatos. Para 2018, serão ofertadas 800 vagas. Destas, 20 serão ofertadas pelo IFPA Campus Belém.

O mestrado profissional, na área de Ensino, é semipresencial, com duração de dois anos. o curso tem duas linhas de pesquisa: Gestão e Organização do Espaço Pedagógico em EPT e Práticas Educativas em EPT. O Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) é gestor geral do Programa. O edital 2018 para a seleção de novas turmas, já está em fase de elaboração e deverá ser publicado provavelmente em 15 de janeiro.

Enquanto aguardam a publicação do edital, os interessados em concorrer a uma vaga podem ir lendo a bibliografia básica que foi disponibilizada no site.

Texto e foto: ASCOM IFPA Reitoria

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página