Ir direto para menu de acessibilidade.
Brasil – Governo Federal | Acesso à informação
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

IFPA é avaliado satisfatoriamente pelo MEC e Recredenciado para oferta de Ensino Superior

  • Publicado: Segunda, 02 de Abril de 2018, 22h07
  • Última atualização em Quarta, 04 de Abril de 2018, 14h57
  • Acessos: 852
imagem sem descrição.

 

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA), tendo como amostra o Campus Belém, passou por avaliação para fins de Recredenciamento junto ao Ministério da Educação (MEC) para continuidade da oferta de ensino superior na Instituição. Os avaliadores do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), após visita ao Campus Belém, realizada nos dias 19 a 21 do mês de fevereiro, constataram que a instituição melhorou em diversos aspectos. O conceito final foi satisfatório, pois na média geral recebeu o conceito 3. Na prática, esse resultado possibilita a continuidade da oferta de cursos de nível superior em todos os Campi do Instituto.

 

 Resultado da Avaliação do Campus Belém 

 

Ao todo foram cinco eixos avaliados e cada um recebeu nota média acima de 3: Planejamento e Avaliação Institucional (3,60), Desenvolvimento Institucional (3,56), Políticas Acadêmicas (3,23), Políticas de Gestão (3,88) e Infraestrutura Física (3,19).

De acordo com o relatório divulgado no Sistema e-MEC, o Planejamento e a Avaliação Institucional do IFPA foram considerados coerentes, pois ficou comprovada a preocupação sistemática do Instituto em ampliar a participação da comunidade acadêmica nas decisões e em conseguir maior eficácia da divulgação dos resultados de suas ações. A qualidade do Relatório de Autoavaliação elaborado pela CPA recebeu destaque, sendo atribuído a nota máxima (5) por conter análises e proposições de forma excelente para subsidiar o planejamento e as ações da Instituição.

A nota dada ao Plano do Desenvolvimento Institucional (PDI), quanto ao Ensino, Pesquisa e Extensão, foi justificada dada a constatação da atenção que vem sendo empenhada pelo IFPA à diversidade, à inclusão social, à acessibilidade, a práticas afirmativas, à defesa e promoção dos direitos humanos, à igualdade étnico-racial, ao meio ambiente, à memória cultural, à produção artística, ao patrimônio cultural e ao desenvolvimento econômico regional. Todas estas demandas foram comprovadas por meio de Criação de Comissões e apresentação dos relatórios relativos às atividades desenvolvidas. O Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros (NEAB) do Campus Belém do IFPA, por exemplo, assim como a inserção dos temas como item obrigatório da estrutura curricular de todos os cursos de graduação e oferta de curso de pós-graduação, foram itens considerados efetivos no cumprimento às Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-raciais.

Sobre as Políticas Acadêmicas, os avaliadores do INEP consideraram coerentes as propostas aos objetivos estipulados pelo IFPA. Verificaram que ocorre a atualização curricular e há preocupação com oferta de capacitação continuada dos docentes. Verificaram a existência das ações de extensões de forma articulada. Constataram, ainda, a instalação da ouvidoria e o seu funcionamento no IFPA e no Campus Belém, assim como a política de atendimento aos discentes. Sobre este item, ressaltaram o fato de a política de atenção aos egressos estar em fase de implantação. Verificaram, por exemplo, que o Departamento de Assistência Social e Psicológica ao Estudante, o Departamento de Apoio ao Estudante e o Núcleo de Atendimento a Pessoas com Necessidades Específicas (NAPNE) vêm atuando de forma a promover ações preventivas e o acompanhamento necessário a esse grupo de estudantes.

Sobre as Políticas de Gestão implantadas pelo Instituto, o relatório do INEP aponta que há autonomia plena entre as diferentes instâncias de colegiado, bem como há representatividade dos diversos segmentos da comunidade acadêmica nos órgãos de gestão e colegiados. Os avaliadores afirmaram que o Campus Belém do IFPA vem seguindo toda a normatização e políticas implementadas pelas entidades públicas de educação superior.

Em relação ao eixo Infraestrutura Física, embora existam muitas obras em andamento, todos os itens de infraestrutura avaliados receberam notas suficientes, igual ou superior a 3. Após visitar as instalações do Campus Belém, para verificar a existência, o estado de conservação e manutenção das unidades administrativas, Secretaria Acadêmica, Departamento de Recursos Humanos, das salas das coordenações dos cursos, das salas de aula e as dos professores, espaço de atendimento aos alunos, auditórios, bibliotecas, infraestrutura da Comissão Própria de Avaliação, gabinetes/estações de trabalho para professores em regime de Tempo Integral, a Comissão Avaliadora considerou que a infraestrutura atende de modo suficiente às necessidades institucionais, visando ao desenvolvimento das atividades acadêmicas dos cursos ofertados. Destacaram a infraestrutura dos auditórios e da biblioteca, bem como os serviços prestados e a informatização da biblioteca. Foi sugerido, no entanto, ampliar o número de computadores disponíveis na biblioteca. Registraram que os novos gabinetes para os professores estão em construção, assim como novos banheiros e espaços para prática didática. O parecer evidencia que, ao serem concluídas as obras, as condições ofertadas pelo Campus Belém ao quadro docente e discente melhorarão muito.

Em âmbito geral, o resultado desta avaliação evidencia os significativos avanços ocorridos no IFPA, principalmente no Campus Belém, desde a última avaliação ocorrida em agosto de 2015, onde foram identificados diversos itens insuficientes, com nota inferior a 3, o que motivou a celebração do Protocolo de Compromisso para saneamento dessas deficiências. Além do Recredenciamento, este resultado constata a finalização exitosa deste Protocolo de Compromisso.

Ainda há muito o que se avançar, mas este resultado motiva toda a comunidade acadêmica do IFPA a continuar neste rumo de crescimento e de melhorias nos serviços prestados à sociedade paraense, cumprindo assim sua missão institucional de “promover a educação profissional e tecnológica em todos os níveis e modalidades por meio do ensino, pesquisa, extensão e inovação para o desenvolvimento regional sustentável, valorizando a diversidade e a integração dos saberes”.

 

Juntos Avançaremos.

registrado em:
Fim do conteúdo da página