Ir direto para menu de acessibilidade.
Brasil – Governo Federal | Acesso à informação
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

DGP realiza Pesquisa de Clima Organizacional

  • Publicado: Segunda, 17 de Junho de 2019, 18h42
  • Última atualização em Segunda, 17 de Junho de 2019, 18h42
  • Acessos: 353
imagem sem descrição.

 

De 17 a 28 de junho, a Diretoria de Gestão de Pessoas (DGP) do Instituto Federal do Pará (IFPA) vai realizar uma Pesquisa de Clima Organizacional. O objetivo é proporcionar um ambiente saudável e harmonioso, o que é indispensável para garantir melhores resultados à sociedade. A Pesquisa vai possibilitar a adoção de medidas corretivas para uma série de conflitos que poderiam ser evitados e acabam deixando o clima organizacional desgastado. 

“A Pesquisa de clima organizacional é uma ferramenta eficiente para mensurar se o ambiente organizacional se encontra equilibrado e emocionalmente saudável, auxiliando no bom relacionamento entre os servidores, o que influencia diretamente na harmonia, consequentemente no aumento da produtividade e diminuição do Turnovercom a atração e retenção de talentos”, explica o Diretor da DGP, Fábio Dias.    

Para isso, será disponibilizado um link no site da DGP, a partir do qual será possível participar da Pesquisa. Ao final, será feita uma identificação de padrões comportamentais, problemas de convivência e conflitos que precisam ser solucionados para que não haja desarmonia no ambiente de trabalho. Dessa forma, os gestores das unidades vão ter uma noção mais clara e realista sobre o nível de satisfação profissional dos servidores, buscando melhorias constantes e fortalecendo os pontos positivos da unidade.

Além de registrar as queixas e reclamações dos setores da unidade, a Pesquisa também é uma forma de identificar quais são os pontos positivos de cada equipe em termos de relacionamento, fazendo com que o departamento de Recursos Humanos (RH) possa fortalecê-los ainda mais. “Trata-se de uma forma estruturada e bastante eficiente de estabelecer uma comunicação aberta entre os servidores, os gestores e a Diretoria de Gestão de Pessoas ou setor equivalente nos Campi, resultando em uma melhoria significativa na convivência, na motivação e nos resultados gerais e individuais”, destaca Fábio Dias.

Com a realização da Pesquisa, o RH toma consciência da percepção individual de cada um e, assim, pode encontrar soluções para conflitos e melhorar a relação pessoal entre colaboradores, tornando a convivência mais tranquila e a rotina de trabalho menos estressante. Afinal, sem ter que se preocupar com questões pendentes, os profissionais podem ter mais foco e concentração em suas funções de trabalho, o que influencia diretamente no nível de produtividade de toda a equipe.

Fábio Dias também defende que a Pesquisa torna o processo de solução de problemas mais organizado e eficiente. “A principal vantagem da pesquisa é a melhoria na comunicação de uma forma geral, visto que há um lugar e um momento certo para que a equipe reporte suas queixas a DGP ou setor equivalente nos Campi. Com a Pesquisa, os servidores se sentem mais ouvidos, aumentando o engajamento e a participação na instituição. Além disso, os colaboradores sentem que suas necessidades não estão sendo negligenciadas pelos gestores”, explica o Diretor.

Texto: Lívea Colares | ASCOM IFPA REITORIA

 

Você é fundamental nesse processo. RESPONDA NOSSO QUESTIONÁRIO!

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página