Ir direto para menu de acessibilidade.
Brasil – Governo Federal | Acesso à informação
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

IFPA leva mais conhecimento a produtores rurais de Jacundá

  • Publicado: Quinta, 21 de Novembro de 2019, 21h25
  • Última atualização em Quinta, 21 de Novembro de 2019, 21h46
  • Acessos: 156
imagem sem descrição.

Campus Marabá Rural ensinaram sobre o manejo do açaizeiro e o beneficiamento do palmito

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA), campus Marabá Rural, promoveu um curso de extensão de manejo de açaí nativo e beneficiamento de palmito em Jacundá no dia 8 de novembro.

Resultante de parceria firmada entre o IFPA e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Jacundá, a formação foi uma demanda da própria comunidade. “Foram capacitados 25 agricultores. O município está investindo na cultura do açaí e, como no manejo dessa cultura pode ocorrer o corte da palmeira, aproveitamos para falar sobre o processamento do palmito, conforme os critérios que a legislação exige para essa produção”, esclareceu a Professora Lara Seccadio.

O curso foi ministrado pelos professores Cláudionisio de Souza Araujo e Lara Seccadio, com o apoio do técnico de laboratório Ian Borella, professor Edelson Luz e o egresso do curso Técnico em Agroindústria Fernando Almeida. Dividido em três etapas, a parte teórica foi ministrada em uma escola municipal; a parte prática, que envolve o manejo do açaí e colheita do palmito foi na propriedade do Professor Edelson Luz; o beneficiamento do palmito -que inclui corte, pasteurização e envasamento-, foram realizados em uma sala da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Jacundá.

Professor Araujo avalia que a participação dos produtores rurais no curso foi excelente. “Bastante participativos, nos deixaram muito satisfeito pela possibilidade real de diversificarem suas atividades nas propriedades. Todos já tinham minimamente conhecimentos sobre a cultura do açaí. Mas, muitas informações com base em critérios técnicos sobre o manejo de baixo impacto e o processamento do palmito ainda eram desconhecidas”.

O objetivo dessa capacitação foi promover a conscientização do valor dos açaizais nativos ainda existentes nas áreas de preservação permanente das propriedades rurais como atividade econômica; contribuir para a manutenção das fontes hídricas presentes nestas áreas; ensinar o manejo correto para propiciar o aumento da produção desses frutos; garantir o aproveitamento do palmito do açaí como subproduto comercial; munir os agricultores de informações técnicas para o êxito de sua atividade produtiva; e conscientizar os agricultores do risco do fogo ilegal para a preservação dos açaizais nativos ou cultivados.

Jacundá é um município do Sudeste Paraense, situado à margem direita do Rio Tocantins, localizado entre Tucuruí e Marabá. Na economia predomina a exploração de madeireira, a pecuária e a agricultura, mas devido à valorização e grande procura nacional pelo açaí os produtores rurais vem buscando, junto à prefeitura, mais capacitação para explorar o açaí nativo. “A equipe da Secretaria de Meio Ambiente de Jacundá percebeu que no município ainda tem muitas áreas de açaí nativos que podem ser manejadas. Com base na formação oferecida pelo IFPA, os participantes perceberam que é uma atividade bastante lucrativa e que vale investir no manejo, bem como no cultivo. Atualmente a maioria dos participantes do curso é apenas consumidora, somente três já comercializam a polpa”, ressaltou Professor Araujo.

O Diretor de Extensão do Campus Marabá Rural, Renan da Silva Cunha, explica que há a previsão de serem ofertados novos cursos de extensão de curta duração. “Os interessados devem procurar a Secretaria do Meio Ambiente de Jacundá para se inscreverem nos cursos”.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página