Ir direto para menu de acessibilidade.
Brasil – Governo Federal | Acesso à informação
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Pai e filho, estudantes do IFPA Campus Marabá Industrial, conquistam 1º lugar em feira de ciências

  • Publicado: Quinta, 19 de Dezembro de 2019, 12h20
  • Última atualização em Quinta, 19 de Dezembro de 2019, 13h14
  • Acessos: 680
imagem sem descrição.

 

O Projeto de Fabricação de Forno de Fundição Portátil a Gás, desenvolvido por Christiano Mello e Gabriel Mello, pai e filho, estudantes dos cursos de Metalurgia subsequente e Informática integrado, respectivamente, do IFPA Campus Marabá Industrial, ganhou o 1º lugar, na Feira de Parauapebas de Ciência, Tecnologia e Inovação (FEPACTI), ocorrida em novembro. Além da premiação os alunos conquistaram credencial para participarem da Copatecnociência que acontecerá em Assunção, no Paraguai, no período de 30 de março a 2 de abril de 2020.

 

Além da excelente conquista dos estudantes, o que chamou a tenção foi a parceria entre pai e filho para que as coisas saíssem do papel e se tornasse realidade, e também pelo fato de ambos serem alunos do campus, algum bem incomum e especial. “ Acredito que seja a primeira vez que isso acontece aqui no campus, os dois estão de parabéns pois conseguiram utilizar a pesquisa e inovação para melhorar as atividades de dentro do campus”, disse Jackson Oliveira, Direto Geral do Campus.

O trabalho é orientado pelo professor Daniel Oliveira e também contou com o apoio do ex-aluno de mecânica, José Silva, que contribui de forma significativa para a construção do protótipo.  O principal objetivo do projeto era o desenvolvimento de um protótipo de um forno de fundição de pequeno porte, portátil e que seja movido a gás, como fonte alternativa à mufla, existente no instituto, que consome grande quantidade de energia elétrica e possui limitação quanto a temperatura máxima atingida.

Dessa forma, os estudantes do curso técnico subsequente em Mecânica do campus verificaram a necessidade de um forno para fundição de metais de relativo baixo ponto de fusão como o alumínio para realização de algumas atividades práticas de laboratório para disciplinas como por exemplo, Projeto Integrador.

 

A fundição é um dos processos de produção de objetos metálicos ou de plásticos mais comum. O material é fundido, derretido e em seguida colocado em um molde que o solidifica, tomando a forma do mesmo.

 

Assim, o forno de fundição se torna de grande valia para projetos que necessitam deste equipamento, pelo fato de poder ser utilizado para produzir diversas peças e possibilitando submete-las à análise e consequentemente obter resultados característicos de materiais e compará-los.

 

Segundo Christiano, o fato de serem próximos contribuiu para uma melhor organização do tempo com relação à dedicação ao projeto. “ Foi muito gratificante estar engajado no projeto junto com meu filho, conseguimos juntar a minha experiência e práticas com as pesquisas elaboradas pelo Gabriel, assim tiramos o protótipo do papel e hoje ele é uma realidade”, declarou.

Christiano ainda destacou a importância do IFPA nisso tudo, de acordo com ele, a instituição proporciona ensino de qualidade, estabelecendo um elo entre a teoria em sala de aula e a prática nos laboratórios, isso contribui muito para a elaboração de um bom projeto e também de resultados sucedidos.

“Então é gratificante estuda em uma instituição assim e ver meu filho tendo a mesma qualidade de ensino, de fazermos parte de uma instituição federal que se empenha em ofertar educação de qualidade para seus alunos”, destacou Christiano. 

Para Gabriel a satisfação não é diferente. “Ter participado desse projeto foi algo totalmente novo para mim, porque sou da área de TI, descobri tantas coisas novas que podem ser feitas conciliando a informática com outras áreas da ciência. Isso fez com que eu observasse a importância da informática para a pesquisa de novas teorias, mesmo que seja em outros seguimentos”, afirmou.

Disse, ainda, que a parceria com o pai foi muito interessante. “Meu pai já é uma referência em tudo para mim, participar de momentos que envolveram o conhecimento e experiências adquiridas por ele, onde eu também pude contribuir com minha teoria foi inspirador e gratificante”.

Gabriel também se destacou em outros dois projetos, junto com o aluno Gustavo Machado, na participação da X Mostra de Ciências e Tecnologia da Escola Açaí- MCTEA, no período de 02 a 06 de dezembro de 2019 na cidade de Abaetetuba, os trabalhos receberam as seguintes classificações:

O “Desenvolvimento e utilização de um aplicativo para o ensino e aprendizagem da física” levou o 3° lugar em Ciências Exatas nível Ensino Médio, além de credenciamento para MOCICA – Mostra Científica do Cariri, no Ceará. Alunos responsáveis GabrielMello e Gustavo Machado.  Orientador: Samuel Antônio do Rosário. Coorientador: Wellison Bastos;

 

 O trabalho “MARABAZIN” – uma aventura socioambiental: desenvolvimento de um game sobre o cotidiano de marabá recebeu credenciamento para a Feira Brasileira de Ciências e Engenharia -FEBRACE. Alunos responsáveis Gustavo Machado e Gabriel Mello. Orientador: Samuel Antônio do Rosário.

 

 

 

 

Ascom Campus Marabá Industrial

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página