Ir direto para menu de acessibilidade.
Brasil – Governo Federal | Acesso à informação
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

APROVAÇÃO DE PROJETOS JUNTO À CAPES FORTALECERÁ A FORMAÇÃO DOCENTE NO IFPA

  • Publicado: Sexta, 10 de Agosto de 2018, 12h06
  • Última atualização em Sexta, 10 de Agosto de 2018, 12h06
  • Acessos: 582
imagem sem descrição.

 

 

2018 já está marcado como um ano especial para a Política de Formação Docente do Instituto Federal do Pará. O IFPA aprovou os projetos institucionais que submeteu em três editais da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), do Ministério da Educação, voltados para a formação de professores para a Educação Básica. Com isso, as licenciaturas do IFPA passarão a vivenciar uma nova dinâmica a partir deste segundo semestre de 2018, o que deverá fortalecer esses cursos ao passo em que ajudará a melhorar a educação básica no estado do Pará, em parceria com a rede pública.

Os editais da CAPES se referem ao Programa de Residência Pedagógica (Edital 06/2018), ao Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência – PIBID (Edital 07/2018) e ao Programa Nacional de Formação de Professores da Educação Básica – PARFOR (Edital 19/2018), cujos resultados finais foram divulgados entre o final de julho e início do mês de agosto de 2018.

Por meio do Programa de Residência Pedagógica e do PIBID, o IFPA conseguiu aprovar 617 bolsas para estudantes de 14 cursos de licenciatura dos campi Abaetetuba, Belém, Bragança, Castanhal, Marabá Rural e Tucuruí, sendo 353 bolsas para o PIBID e 264 bolsas para o Programa de Residência Pedagógica. Além das bolsas para os estudantes, também serão concedidas 102 bolsas para docentes de 7 campi do IFPA e de 43 escolas públicas de 15 municípios do estado do Pará, que atuarão nesses programas como coordenadores institucionais, coordenadores de área, orientadores, supervisores e preceptores.

E, por meio do PARFOR, o IFPA aprovou a proposta de criação de cinco turmas especiais do Curso de Licenciatura em Pedagogia do Campus Belém, sendo o funcionamento de três dessas turmas em campi do IFPA (Belém, Castanhal e Bragança) e o das outras duas nos municípios de Tomé-Açu e Concórdia do Pará, em parceria com as Secretarias de Educação desses municípios. Essas turmas especiais terão como público alvo professores da rede pública que atuam em sala de aula sem a formação inicial específica exigida pela legislação educacional. O objetivo será formar entre 150 a 200 pedagogos por meio do PARFOR, cuja qualificação deverá se refletir no aprimoramento do exercício da docência desses profissionais e na conseqüente melhoria do processo de ensino e aprendizagem nas escolas nas quais atuam.

Os três programas já iniciaram suas atividades. Enquanto o Programa de Residência Pedagógica e o PIBID estão em fase de planejamento e de preparação para o desenvolvimento de projetos inovadores em escolas públicas, o PARFOR está em fase de convocação e matrícula dos candidatos. As experiências vivenciadas certamente irão contribuir para o processo de revisão dos Projetos Pedagógicos dos Cursos (PPC), previsto para ocorrer entre os anos de 2019 a 2020.

registrado em:
Fim do conteúdo da página