Ir direto para menu de acessibilidade.
Brasil – Governo Federal | Acesso à informação
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

IFPA está na semifinal da OBAP

 

Campus Cametá e Marabá Rural participarão da fase presencial da Olimpíada Brasileira de Agropecuária que ocorrerá em setembro, na cidade de Foz do Iguaçu (PR)

  • Publicado: Sexta, 30 de Agosto de 2019, 16h02
  • Última atualização em Sexta, 30 de Agosto de 2019, 19h55
  • Acessos: 163
imagem sem descrição.

 

Alunos do Ensino Médio Integrado e Subsequente do curso técnico em Agropecuária do Instituto Federal do Pará (IFPA), campus Marabá Rural e Cametá, conseguiram classificação para participar da fase presencial da 9ª Olimpíada Brasileira de Agropecuária (OBAP), edição 2019. As duas equipes irão para Foz do Iguaçu em setembro.

 

A OBAP é uma competição científica nacional destinada aos alunos na área de ciências agrárias (Técnico em Agropecuária, Técnico em Agroecologia, Técnico em Meio Ambiente, Técnico em Agronegócio, Técnico em Alimentos, Técnico em Agroindústria e demais cursos do Eixo Tecnológico Recursos Naturais do Catálogo Nacional de Cursos Técnicos). Composta de duas fases (virtual e presencial), a Olimpíada busca estimular a pesquisa e o aprimoramento do conhecimento. É mais um incentivo a participação dos estudantes em atividades de iniciação científica e a produção de tecnologia, colocando-os em situações desafiadoras, estimulando a cooperação e a integração entre eles, com foco na melhoria no ensino público de nível médio e técnico ligados à agropecuária.

 

As equipes podiam se inscrever na modalidade de curso integrado/concomitante (alunos que estão cursando o ensino médio e o ensino técnico) e subsequente (alunos que já concluíram o ensino médio e cursam somente o curso técnico). Do IFPA, se inscreveram 17 equipes na modalidade Concomitante/ integrado (7 de Marabá, 6 de Conceição do Araguaia e 4 de Óbidos) e outras 9 equipes na modalidade Subsequente (5 Cametá, 3 Óbidos, e 1 Itaituba).

 

Os alunos, após a inscrição (15 de maio a 30 de junho), tiveram um período de ambientação na Plataforma de Provas (16 de julho a 6 de agosto). A fase virtual da competição ocorreu no período de 6 a 8 de agosto, período em que os competidores respondiam à 20 questões de múltipla escolha sobre as áreas do conteúdo programático. Os aprovados nesta fase foram convocados por e-mail e tiveram que confirmar presença. A fase presencial está agendada para 26 a 28 de setembro. Essa segunda e última fase compreende duas etapas e reunirá as equipes brasileiras classificadas na etapa virtual e as equipes estrangeiras inscritas.

 

Cada equipe é composta por um orientador (professor ou técnico) e três estudantes de cursos técnicos da mesma escola. A equipe do Campus Cametá, denominada “Açaí Primeiro”, concorre pela modalidade de Curso Subsequente, é orientada pelo professor engenheiro agrônomo Lucas Hordones Chaves e formada pelos os estudantes do curso Técnico em Agropecuária: João Carlos do Socorro Cardoso Portilho, Brendo Valente Barradas, e Manoel Hermogenes Pompeu Alves. Outra equipe classificada para a fase final da OBAP é do Campus Marabá Rural, a Agromonster, concorrente pela modalidade de Curso Integrado/concomitante, que conta com a orientação do professor engenheiro agrônomo Marcos Paulo Ferreira de Albuquerque e a participação dos estudantes do curso Técnico em Agropecuária: Jaqueline Alencar da Silva, João Vitor da Silva Souza, e Karollyne Freitas de Brito.

 

“O resultado desta primeira fase foi uma surpresa positiva. Nossa participação na competição é resultante de um Projeto de Ensino que envolve cinco equipes do Campus, com 15 alunos, e dois professores, eu e Jonatas Monteiro Guimarães Cruz. Agora na fase presencial, esperamos fazer o nosso melhor para representar bem o IFPA”, ressalta o coordenador da equipe “Açaí Primeiro”, o professor Lucas Hordones Chaves.

 

Na fase presencial, lá em Foz do Iguaçu, cada estudante, na primeira etapa, responderá individualmente uma prova teórica contendo 20 questões objetivas (1,5 ponto cada) e duas questões discursivas (12,5 pontos cada), nas áreas descritas no conteúdo programático. Na segunda etapa, as equipes deverão realizar provas práticas propostas pela organização, que totalizarão 45 pontos.

 

Os critérios para pontuação, bem como as normas e procedimentos, serão disponibilizados aos finalistas no mês de setembro em que se realizará a fase.

 

Premiação

 

Na modalidade de Ensino Técnico Integrado ou Concomitante, receberão medalhas as nove melhores equipes; sendo três medalhas de bronze, três de prata e três de ouro. Já na modalidade Subsequente, receberão medalhas as três melhores equipes; sendo uma medalha de bronze, uma de prata e uma de ouro. As três equipes com melhor classificação nas modalidades de ensino técnico integrado ou concomitante e de técnico subsequente receberão troféus.

 

Terá premiação individual para os estudantes que obtiverem as melhores notas na prova teórica entre os participantes brasileiros.

 

OBAP

Realizada desde 2011, a OBAP é uma iniciativa do Instituto Federal do Sul de Minas (IFSuldeMinas). É um evento itinerante que a cada edição ocorre em um lugar diferente. Neste ano, pela primeira vez, a fase presencial será realizada fora do Estado de Minas Gerais, em Foz do Iguaçu (PR), em parceria com o Instituto Federal do Paraná (IFPR).

 

Desde 2018, competem na OBAP estudantes brasileiros e estrangeiros. A fase presencial da OBAP acontecerá de 26 a 28 de setembro no Campus do Instituto Federal do Paraná (IFPR), em Foz do Iguaçu, e compreende duas etapas. Na primeira, as equipes deverão realizar provas práticas propostas pela organização, que totalizarão 45 pontos. Na segunda etapa, cada estudante responderá individualmente uma prova teórica contendo 20 questões objetivas (1,5 ponto cada) e quatro questões discursivas, nas áreas descritas no conteúdo programático.

 

As provas serão corrigidas por uma Comissão Julgadora composta por profissionais da área técnica convidados pela equipe organizadora.

registrado em:
Fim do conteúdo da página