Ir direto para menu de acessibilidade.
Brasil – Governo Federal | Acesso à informação
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Janeiro Branco: Cuidar da saúde mental é uma tarefa diária

  • Publicado: Sexta, 02 de Fevereiro de 2024, 14h26
  • Última atualização em Sexta, 02 de Fevereiro de 2024, 14h26
  • Acessos: 194
imagem sem descrição.

 

"Um momento para cuidar de si: Saúde Mental como parte da rotina " e “Saúde mental do trabalhador” foram duas palestras ofertadas aos servidores pelo Instituto Federal do Pará (IFPA) na quarta-feira, 31 de janeiro, das 15h às 17h, no auditório Bolonha localizado no térreo do prédio B do Instituto Federal do Pará (IFPA).

Voltada aos servidores técnicos administrativos educacionais, as palestras foram proferidas pela psicóloga Dra. Aline Beckmann Menezes e a médica psiquiatra Cinthia Trajano. Elas trataram das causas da ansiedade, depressão e distúrbios da saúde mental. Destacaram os componentes da saúde mental (aspectos socioeconômicos, culturais e ambientais, físicos e biológicos, relações interpessoais, afetivos e do trabalho). Orientaram que é importante prestar atenção às relações consigo mesmo: autoestima, autoconceito e autoimagem. 

Dentro da temática, Beckmann abordou tópicos do comportamento humano, sobre superficilidade das relações das redes sociais, o impacto do uso de tecnologias e mídias sociais na saúde mental, a importância dos momentos de descanso, de lazer e qualidade do sono. Orientou que é importante buscar ajuda especializada em saúde mental para fazer um diagnóstico e tratamento adequado a cada caso. Abriu espaços para os servidores responderem a questionamentos, esclarecimento de dúvidas e interagir uns com os outros.  “Cuidar de si mesmo é um investimento essencial para todos nós. Todos os dias cada um deve responder o que fez por si mesmo”, orientou.

A médica Trajano pontuou que é complexa a relação entre saúde mental e trabalho, que a situação varia de acordo com cada indivíduo. Além do trabalho há fatores familiares ou de doença que podem contribuir ou serem as causas do quadro. “O trabalho pode tanto ser fator de saúde mental como de distúrbios que podem levar a quadro de doenças psicossomáticas ou psiquiátricas. As principais causas de problema são carga horária elevada, assédio, conflitos de papéis, excesso de cobranças, exigências de produtividade e metas”, enumerou.

E como solução para as situações de estresse e adoecimento no trabalho, Trajano pontua que é preciso a chefia tenha compreensão às necessidades da equipe local, envolvimento da equipe em todos os níveis, liderança forte e visível, suporte para a saúde e bem-estar na alta administração, foco na gestão com capacidade para promover as melhorias necessárias para a qualidade da saúde mental dos trabalhadores.

 

O evento faz parte das ações do Departamento de Saúde e Qualidade de Vida (DSQV) com foco nos cuidados com a saúde mental ao longo da vida e todos os dias, regulando e observando os pensamentos e as emoções sobre si e sobre as relações/interações para se ter saúde integral.

registrado em:
Fim do conteúdo da página